‘Inteligência Espiritual’ é sobre o que EU SOU

Posted on 20/09/2011

0


‘Inteligência Espiritual’ é sobre o que EU SOU – Danah Zohar

.

A palestrante Danah Zohar, no II Fórum Internacional de Comunicação e Sustentabilidade (www.comunicacaoesustentabilidade.com ), ocorrido em 2099, falou sobre a Inteligência Espiritual.

Além das várias referências que este assunto evoca, como ‘comunidades’, o processo ‘indivíduo-comunidade’, o processo ‘um-vários’, ‘moral-ética’,  ela citou 12 pontos que seriam cruciais a este tipo de Inteligência.

Coloco abaixo os pontos, modificados pela minha compreensão deles.

1) O modo de tratar crises: não se abater, não ir “ao fundo do poço” acompanhando o movimento geral, etc,etc.

E o óbvio: conseguir fazer, e como fazer, é que é o cerne da questão… mas é inegável que é um ótimo momento para várias atitudes, como saber quem são os amigos reais, mesmo sendo virtuais, e quem são os que devem ser deixados de lado.
Assim como é um ótimo momento para  ver o que se quer, de verdade, para o resto da vida. Esse é o momento de se renovar, de “jogar fora bagagem extra” da vida. E de se manter centrado em seu coração.

2) Saber quem eu sou – “minha vida é minha prece”.

Nesta hora a máxima “cuide de si mesmo como gostaria que os outros o tratassem” é útil.
Aqueles que jogam responsabilidades, culpas, falhas por incompetências, etc,etc, nas costas de outros, estes estão mergulhados em sua imaturidade. E sofrem.
Mas existem algumas pessoas, muito valiosas, que conseguem parar de olhar “culpas” e conseguem olhar para dentro de si, e em sua volta, e enxergar o panorama local e geral.
E enxergam aqueles que querem ajudá-lo, enxergam a situação, enxergam quem são.

3) Ter humildade

Tanto para ver o que se fez de equívocos, quanto para ver o que não fez de equívocos.
Muitas vezes excesso de “culpas” é um modo estranho de não ser humilde.

4) Ter compaixão

Com os outros e consigo mesmo. Essencial. É essencial ver com-paixão.
Aliás, ser capaz de ter compaixão é o primeiro degrau de conseguir interagir com o outro, porque consegue se colocar também no lugar do outro e não só no seu.

5) Os valores – eu, para mim, meus – ele, eles, dele, deles, para eles – nós, nosso, para nós.

Ética, bioética, respeito ao seu entorno, respeito por si próprio, respeito pelos próximos e pelos distantes. Acreditar, e viver de acordo, naquilo que chama de “meus valores”.

6) ter espontaneidade – viver no agora, deixar a “bagagem” para trás ( se não ajudou até agora…)

Coragem para deixar ir o que não serve mais. Coragem para identificar o que ( e quem…) está levando junto só por medo, inércia, ou algo do gênero.

7) Holismo – o mundo é algo indivisível, tudo está em rede, tudo é rede, é como um todo em rede de pessoas, seres vivos, pensamentos, emoções, significâncias, intenções…

Pensar e agir desta forma, que são vários graus mais importantes do que só saber disso.

8) Mergulhar fundo dentro de si e perguntar porque. Perguntar e escutar.

Complicado… necessário… dolorido…

9) ‘Reframe’. Ter a coragem de se reinventar mudando todos padrões antigos.

Pois é…

10) Habilidade de ir contra a maioria. Não se conformar em fazer parte da média. Não ser mediano. Não seguir o consenso só por comodidade, pensar a respeito. Não se anestesiar.

Pois é…

11) Celebrar a diversidade, não achar que estaria tudo bem se todos pensassem igual, se fossem iguais. E saber que ser clone um do outro não é o mesmo que ter os mesmo valores.

Clones pensam …? Ou reproduzem imagens mentais clonadas …? Ninguém é igual a ninguém, só o que temos são semelhanças em vários graus, e pontuais.

12) Senso de vocação. Fazer o que gosta de fazer e o que faz bem. Fazer a diferença. Praticar a sua excelência.

Pois é… por que é necessário ter um propósito maior, por que é necessário ser feliz para poder fazer outros felizes, por que é necessário que se seja um empreendedor de si próprio mas que ao mesmo tempo sirva aos outros, por que se assim não for, se estará fora de um mundo novo que desponta de maneira cada vez mais forte…

.

(quem quiser ver algo que tem muita coisa em comum com isso, veja o site da Comunidade Novo Olhar)

.

.

.
.

Anúncios